“VOCÊ CHUTA UMA LATA DE LIXO E VEM UMA CHUVA DE BOMBAS DE GÁS”

     Em recente manifestação em São Paulo, a frase foi atribuída a um integrante do MPL, contra o aumento das tarifas de ônibus. Existe uma desproporcionalidade ao lidar com os fatos, tanto ao nível pessoal quanto ao nível institucional.
     O que aconteceu com a revista francesa foi a desproporcionalidade de um lado e outro, tanto na desproporção da ofensa, quanto na retaliação. O que aconteceu na França é mais um problema francês do que nosso. Mas, é claro, são lamentáveis, as duas coisas.
     O que aconteceu ao jovem estudante da UFRJ, que nada fez, é muito mais desproporcional e, no entanto, a ele não foi dada uma cobertura tão contundente, e não ocupou os noticiários nacionais na mesma proporção.
     Mexeu com a imprensa, mexeu comigo. Esta é uma das desproporcionalidades mais contundentes. A imprensa, a mídia, e por ser na França, na Europa, prefigura a desproporcionalidade maior. Prega-se a liberdade de expressão, mas não se fala no limite da ofensa, prega-se a liberdade de expressão, mas não se ataca o problema real de uma religião, que ainda está na Idade Média, e tem suas discrepâncias. Fraternidade é compreender o outro, seus ritos, suas crenças; Igualdade é não ser igual ao outro, mas vê-lo como um igual com seus pensamentos individuais; Liberdade é tudo, e principalmente, fraternidade e igualdade. O resultado é uma passeata de líderes que deveriam usar uma camisa com: Eu sou a hipocrisia.
     A virulência como a mídia trata alguns assuntos, com desprezo com o fato de provar antes e acusar depois, o desprezo com que os marginalizados pelo poder público, este com discursos e poucas ações, motivam desproporcionalidades, o ataque a reputações com motivos escusos de escamoteamentos políticos, e o cinismo em busca da audiência, é desproporcional.
     Imitando Galbraith, vivemos a era das desproporcionalidades, que acontece por causa da reação contrária, antes muda, calada. As vozes começam a se posicionar, até porque não existe razão para chutar a lata de lixo, não existe razão para uma chuva de bombas de gás. O que está sendo posto é que ninguém quer ser tratado como lata de lixo, respeito acima de tudo, ou a resposta pode ser uma chuva de bombas de gás.